Corações & Mentes

"Se eu quiser proteger meus pés dos espinhos, onde encontrar couro suficiente para cobrir toda o planeta? Mas se eu apenas usar couro sob meus pés é como se toda a Terra estivesse coberta" – Shatideva

Cientistas Concluem Que O Que Segura Um Casamento É Gentileza e Generosidade

O Psicólogo John Gottmann, que vem estudando milhares de casais durante as últimas 4 décadas chegou a uma conclusão que vai no cerne do porque alguns relacionamentos dão certo enquanto os outro se acabam.

Durante um dia, os parceiros em um relacionamento tentam estabelecer conexão diversas vezes, no que Gottman chama de “apostas”. Por exemplo, um marido entusiasta por aves percebe um passarinho raro no quintal e chama sua esposa “Olha que pássaro lindo lá fora!” Ele não está apenas comentando sobre o pássaro, ele está requisitando a atenção de sua esposa – um sinal de interesse ou apoio – esperando uma conexão, mesmo que momentânea, através do passarinho. A esposa não tem escolha. Ou responde se “aproximando” ou se “afastando” de seu marido. Apesar da “aposta no pássaro” parecer pequena ou boba, na verdade pode revelar muito sobre a saúde do relacionamento.  O marido achou o pássaro importante o suficiente para trazer pra conversa e a questão é se sua esposa reconhecerá e respeitará isso. As pessoas que se aproximaram dos parceiros no estudo, responderam acolhendo o apostador, mostrando interesse e suporte à aposta. As demais – as que se afastaram – não responderam ou responderam minimamente, continuando a fazer o que estavam fazendo, como ver televisão ou ler o jornal. Algumas vezes responderam com clara hostilidade, dizendo algo como, “não me interrompe que eu estou lendo” As interações sobre as apostas tiveram um efeito profundo em seu bem estar conjugal. Os casais que se divorciaram após 6 anos do experimento foram aqueles que se “afastaram da aposta” 33% do tempo. Somente 3 de 10 de suas apostas por conexão foram aceitas. Os casais que ainda estavam juntos após 6 anos se “aproximaram da aposta” 87% das vezes. Nove em cada dez vezes eles supriram as necessidades emocionais do parceiro.

Artigo completo do The Atlantic aqui

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 17 de junho de 2015 por em Relacionamentos e marcado , , .
junho 2015
D S T Q Q S S
    jul »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

%d blogueiros gostam disto: