Corações & Mentes

"Se eu quiser proteger meus pés dos espinhos, onde encontrar couro suficiente para cobrir toda o planeta? Mas se eu apenas usar couro sob meus pés é como se toda a Terra estivesse coberta" – Shatideva

A Prática da Equanimidade e O Erro Fundamental de Atribuição

 

AttributionError2.001

Foi participando de um curso sobre o Pensamento, ministrado pela Universidade de Melbourne, na Austrália, que fui apresentada ao Erro Fundamental de Atribuição.

Esse termo foi cunhado por dois psicólogos sociais da Universidade de Stanford, John Nisbett e Lee Ross, para descrever a tendência que temos de enfatizar as características do indivíduo (sua personalidade) para explicar seu comportamento.

Traduzindo, é essa tendência de acharmos que se alguém nos fecha no trânsito é porque É um bossal. Mas se nós fazemos o mesmo, bom, aí foi porque estávamos distraídos, preocupados, cheios de problemas. Esse é o erro: Se as justificativas se aplicam a nós, porque não haveriam de se aplicar ao outro? É um erro cognitivo.

Quando olhamos apenas um episódio da vida de alguém e extrapolamos seu comportamento para todos os momentos de sua vida, rotulando-o e atribuindo-lhe um personalidade que só existe na nossa cabeça, estamos cometendo um erro de atribuição. Esse é o caso de quando somos apresentados a uma pessoa e ela “nem sorri”, se não estivermos atentos, nossa mente corre logo para rotulá-la: Antipática! Mas se conseguirmos sair do piloto automático e refletir um pouquinho sobre as situações que podem ter tirado o sorriso do rosto dessa pessoa, logo surgirá um sentimento de compaixão e consequentemente uma conexão, que pode até nos levar a uma longa e recompensadora amizade.

Impossível não traçar um paralelo com a prática budista da equanimidade (tema do último post), que nos faz refletir sobre as nossas ações e as ações de todas as outras pessoas, para percebermos que todos temos sempre a mesma motivação: ser feliz e nos livrar do sofrimento.

Quando Jesus disse “amai o próximo como a si mesmo”, será que ele já nos alertava sobre o erro fundamental de atribuição?

Perceba e corrija o erro fundamental de atribuição, pratique equanimidade ou ame o próximo como a si mesmo, escolha seu caminho e aprecie a paz de espírito e os relacionamentos mais recompensadores que essas práticas nos proporcionam.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 2 de fevereiro de 2016 por em Sem categoria.
fevereiro 2016
D S T Q Q S S
« jan   mar »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
2829  

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

%d blogueiros gostam disto: